top of page

Será? Que tudo o que você faz no seu dia a dia é você mesmo que escolhe?

Assim que nascemos somos incluídos em uma sociedade, primeiro a nossa família, depois a nossa escola, depois a universidade, para quem segue este caminho, a comunidade espiritual, para quem segue algum tipo de religião e, por fim, o trabalho, e famílias dos amigos dos filhos etc. Portanto, somos constantemente colocados diante de comportamentos já estabelecidos, que foram ensinados geração após geração. Alguns destes comportamentos, às vezes, conseguimos classificar, com clareza, como bons, benéficos porque permaneceram, mas será que todos são?

Será? Que toda mudança que ocorre é, de fato, para melhor?

Será? Que toda mudança que ocorre é, de fato, natural?

 

Será? Que a criticidade que nos é ensinada, de modo mais enfático no sistema educacional, nos ensina a sermos realmente críticos?

E, se sim, será que nos dá a oportunidade de resistirmos e permanecermos agindo de acordo com nossas convicções e valores, após reflexão?

Ou será que a pressão do grupo (social), em geral, é tão grande que cedemos, por medo de sermos rejeitados, ou como se usa hoje, ‘cancelados’?

 

Eu queria chamar atenção para esse fato hoje.

É importante que sejamos críticos com qualquer tipo de conteúdo/conhecimento que recebemos, para que possamos entender de verdade o que fazemos e por que fazemos o que fazemos. Se faz sentido para nós.

Porque, em geral, quando cedemos às pressões, consciente ou inconscientemente, acabamos por permitir a normalização de comportamentos e situações que nunca deveriam ser normalizadas, seja individualmente, seja coletivamente.

 

O homem é de fato um ser social, ninguém aprende absolutamente sozinho, e ninguém cresce sozinho. Precisamos uns dos outros para nos humanizarmos. No entanto, muitas técnicas podem ser, e são, usadas, para a criação de uma conformidade* social, o que é muito perigoso.

 

Deixo esse vídeo para reflexão de todos nós. 



E peço, por favor, se você tem opiniões ou comentários para compartilhar, não hesite em deixá-los aqui, abaixo do texto. Eles são muito bem-vindos e importantes para a reflexão de todos. Nenhum comentário é bobo.

 

Dê voz a sua voz!

 

Se você gostou do texto e gosta, também, do conteúdo que coloco por aqui, por favor, se inscreva no site e compartilhe o meu trabalho.

Tudo que coloco aqui é fruto do meu aprendizado e da minha busca em me tornar um ser humano melhor, e ajudar, de alguma maneira, na construção de uma sociedade cujos sujeitos estejam empenhados em melhorar a si próprios.

Compartilho de forma gratuita, o preço é apenas o meu tempo, e o meu tempo é a minha vida.

Isso se chama significado.

 

Te agradeço!

Deus abençoe. 🌷

Tatiana.

 

 

*Conformidade - qualidade do que é conforme; Resignação, que é definida como Submissão a vontade de outrem, ou aos desígnios do destino; renúncia. (dicionário de língua portuguesa da ABL)

 

 

 

15 views1 comment

Recent Posts

See All

1 Comment

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Guest
May 23
Rated 5 out of 5 stars.

Explodiu minha cabeça. Volto para comentar, preciso refletir. O vídeo é muito real, chega a dar nervoso de tão real.

Like
bottom of page